18 alimentos que reduzem o apetite

Leave a comment

Perca o apetite escolhendo alimentos que inibem o apetite:

  1. Nozes: Consumir nozes é importante por ser uma rica fonte de antioxidantes, vitamina E e magnésio. Além disso, sabe-se que as nozes também ajudam a aumentar a sensação de saciedade  e a controlar o peso. Pode ser uma excelente opção de lanche da manhã ou tarde, além de muito saboroso;
  2. Café: Consumir pequenas quantidades nos intervalos entre as refeições pode ajudar a controlar o apetite e aumentar o metabolismo do corpo;
  3. Gengibre: O gengibre funciona como um estimulante que energiza o corpo e melhora a digestão, inibindo o apetite;
  4. Abacate: Rico em fibras e gordura monoinsaturada saudável, abacates suprimem o apetite quando consumidos com moderação. Na verdade, as gorduras monoinsaturadas são responsáveis por enviar sinais para o cérebro que informam que o estômago está preenchido;
  5. Maçãs: Maçãs de todas as variedades ajudam a reduzir a fome por serem ricas em fibras solúveis e pectina, que atua como um gel no organismo, dando sensação de saciedade. Maçãs também regulam a glicose e aumentam o nível de energia no corpo;
  6. Ovos: Comer um ou dois ovos no pequeno-almoço pode ajudar a reduzir a quantidade de calorias ingerida ao longo do dia. Opte por versões cozidas ou omeletes sem adição de gordura;
  7. Batata doce: As batatas doces são  digeridas mais lentamente pelo organismo, causando sensação de saciedade por mais tempo. Além disso, são ricas em vitamina A e vitamina C;
  8. Sopa de legumes: Uma sopa saborosa com base em legumes pode saciar o estômago, além de ser nutritivo e baixo em calorias;
  9. Chá verde: O chá verde tem mais cafeína do que o café e pode ser uma boa alternativa para os não apreciadores de café. As catequinas no chá verde ajudam a inibir o movimento da glicose em células de gordura, o que retarda o surgimento de açúcar no sangue e impede os altos picos de insulina no organismo e impede que sejam armazenados como gordura;
  10. Aveia: A aveia, apesar de rica em hidratos de carbono de absorção lenta e, por isso, tem efeito saciante a longo prazo;
  11. Folhas verdes escuras: Se você está à procura de um alimento altamente nutritivo que vai saciar por horas, Consuma um prato de folhas verdes escuras como espinafre, brócolos e couve, que são ricas em fibras. Ficam muito saborosos quando consumidos crus ou levemente salteados com um pouco de azeite;
  12. Salmão: O salmão é rico em ómega-3, uma gordura saudável que aumenta os níveis da hormona da leptina. A leptina é conhecida como a hormona da saciedade. Atum e sardinha também são ricos em ómega-3 e podem ser outras alternativas;
  13. Canela: Da próxima vez que consumir cereais, aveia, frutas, ou até mesmo café, espertamente polvilhe um pouco de canela. A canela, assim como o cravo e gengibre, ajuda a reduzir os níveis de açúcar no sangue;
  14. Molho picante: Ao preparar um molho para o spaghetti ou qualquer outra massa, lembre-se de adicionar um pouco de molho picante. A pimenta presente nesses molhos ajuda a acelerar o metabolismo, por ser termogênico, além de servir para quem procura como perder o apetite. Adicione em ovos mexidos e lanches naturais também;
  15. Sementes de linhaça: Com uma mistura nutricional de fibras solúveis e ácidos graxos essenciais, as sementes de linhaça são complementos ideais para o iogurte, salada de frutas ou salada. A linhaça ajuda a se manter o organismo mais cheio;
  16. Menta: A menta não é apenas calmante, mas também um inibidor de apetite eficaz. Consumir chá de menta pode reduzir consideravelmente a compulsão alimentar, principalmente as ricas em gordura e hidratos de carbono;
  17. Chia: Sementes de chia são excelentes fontes de ômega-3, proteínas e fibras – todos os quais podem ajudar quem procura como perder o apetite para emagrecer. Pode ser adicionado em sucos, refeições, saladas de folhas, saladas de frutas e iogurtes;
  18. Iogurte: Outra excelente fonte de proteína, o iogurte tem a vantagem de ajudar a queimar gordura. O iogurte skyr  ou quark são uma ótima opção.

Nutricionista Denise Gomes

Post introduzido por Denise Gomes

A minha experiência com café verde II

Leave a comment

Já tinha feito um post sobre a minha experiência com café verde. Passado uma semana vi diferenças significativas no metabolismo e em outros aspetos, tal como podem ver aqui.

Entretanto tive que fazer uma pausa por motivos de saúde. Retomei há um mês e agora sim posso dar uma opinião mais formada de acordo com a minha experiência.

Tive a tomar antibiótico e quando o faço fico mais inchada, tendência para aumentar o peso e metabolismo lento. Assim que comecei a tomar o café verde vi o meu metabolismo ficar novamente mais rápido, senti-me novamente com mais energia, menos inchada e com menos massa gorda. Agora é terminar a embalagem! Recomendo o café verde, salvo nas situações que adverti no post anterior. É importante lembrar que não há milagres, portanto, há que adotar, também, hábitos de vida saudável.

No entanto, quero fazer uma ressalva, quando comprarem o café verde tenham em atenção as miligramas que o produto contém, porque há muitos sites e lojas físicas que vendem produtos de má qualidade, faça uma escolha informada para adquirir um produto que funcione e que não tenha efeitos secundários inesperados. Aquando da compra, siga esta básica:

Como escolher?

Mínimo de 45% de ácido clorogénico. Se encontrar um produto com menos de 45% evite-o, uma vez que não terá qualquer benefício para a perda de peso.

O que experimentei como já nos tinha dito foi este (e agora está com uma promoção). Podem adquiri-lo aqui.

Nutricionista Denise Gomes

 

Post introduzido por Denise Gomes

A minha experiência com…café verde

Leave a comment

Decidi fazer uma nova tag aqui no blog, será denominada por: A minha experiência com…

Recebo e compro  produtos para testar, então com esta tag pretendo analisar  determinado produto ou até mesmo experiência, descrevendo e enumerando aspetos considerados relevantes e partilhar convosco para vos auxiliar na hora de comprar.

Hoje venho  falar sobre o Café Verde da Enetural. Primeiramente, quero vos enquadrar sobre o que é o café verde e os seus benefícios (para quem ainda não sabe).

Segundo alguns estudos,  indicam que o café verde tem um ótimo efeito termogénico, sendo um aliado para quem pratica de atividade física e um coadjuvante nos programas de queima de gordura e ganho de massa muscular.

Outro benefício atribuído ao café verde é a quantidade de antioxidantes, mas tanto o café verde quanto o grão torrado contém 0,06% a 0,32% de caféina, teobromina, teofilina, taninos e flavonóides, e de 5% a 10% de ácido clorogênico e em média 15% de proteína, sendo os aminoácidos mais encontrados o ácido glutâmico, ácido aspártico e leucina.

As substâncias mais estudadas são a cafeína e o ácido clorogénico. A cafeína, além de atuar como um termogénico natural, melhorando o metabolismo e favorecendo a perda de peso, também atua inibindo as adenosinas, que são as substâncias responsáveis por induzir o sono e, assim, promover um maior estado de alerta. Além disso, promove a oxidação de gorduras corporais e facilita a sua eliminação.

Já o ácido clorogênico, presente no café verde em concetração duas vezes maior do que a encontrada no café torrado, diminui a absorção de glicose a nível intestinal e participa no metabolismo dos açúcares inibindo a enzima glicose-6-fosfatase, que é responsável pela libertação de açúcares do fígado para a corrente sanguínea. Essa inibição mantém os níveis baixos de glicose e diminui a acumulação de gordura, já que o açúcar em excesso é transformado em gordura.

O potencial antioxidante do café verde fez com que as pesquisas em torno de produtos cosméticos utilizando seus principios ativos fossem intensificadas. Isso por que a ação antioxidante do ácido clorogénico atua no combate aos radicais livres, os vilões do envelhecimento, e protege contra os raios UV.

Eu estou a usar o café verde faz hoje sete dias, por isso é demasiado cedo para grandes conclusões, no entanto, queria descrever a minha experiência ao longo do tratamento.

Ao tomar duas vez por dia (conforme recomendado), reparei que o meu metabolismo está mais rápido (sem dúvida) , por isso a sua ação termogénica: CONFERE. Em relação à promoção um maior estado de alerta: CONFERE, sinto-me com mais energia, principalmente nos dias de muito trabalho e ainda ginásio.

Relativamente ao beneficio de queimar gordura e ganhar massa muscular, ainda é muito precoce opinar sobre isso porque só passaram sete dias. Vou continuar o tratamento e dou-vos feedback. Eu tenho uma balança de bioimpedância por isso será fácil comprovar (ou não) este beneficio.

É importante salientar que sigo este tratamento enquadrado numa alimentação saudável e pratico atividade física.

Podem saber mais sobre este tipo de produtos  aqui.

Os estudos e aplicações do café verde ainda são recentes, por isso é necessário cautela ao utilizar. Procure seu nutricionista. Trata-se  de um produto com contra-indicação para pessoas hipertensão, com tendência ao nervosismo.

Nutricionista Denise Gomes

 

Post introduzido por Denise Gomes

Café turbinado – Café com óleo de côco

Leave a comment

img_4588

Hoje venho vos falar de um assunto do qual me fazem muitas questões: café com óleo de côco ou bulletproof coffee (também é conhecido assim). No meu pequeno-almoço é normal ter este café. No início estranhava a textura mas acabei por me habituar.

Porque é que eu tomo o bulletproof coffee?

Além de saboroso, o bulletproof coffee possui benefícios para a saúde. Os ingredientes principais são, a café e o óleo.

Os principais benefícios destas substâncias são:

Café: é fonte de cafeína, uma substância capaz de estimular o sistema nervoso, aumentando o estado de alerta. O café colabora para o aumento do desempenho físico  ao retardar o tempo até o cansaço e promover mais energia e disposição. Também tem ação termogénica, estimulando a queima de gordura. Além disso, disponibiliza mais ácidos gordos livres (gordura) para serem queimados, com isso, poupa as reservas de glicogénio no músculo.
Óleo de coco: extraído da polpa do coco, o óleo de coco é fonte de gorduras saturadas na forma de triglicéridos de cadeia média (TCM), que são rapidamente absorvidas pelo organismo – o que gera energia e evita a acumulação de gordura. O óleo de coco ajuda a reduzir o colesterol LDL e aumentar o HDL, tem ação anti-inflamatória, ajuda a fortalecer o sistema imunológico e promove a sensação de saciedade.

COMO TOMAR?

A bebida pode ser consumida no pequeno-almoço ou nos lanches intermediários, como forma de contribuir para a saciedade e estado de alerta. Apesar de todos os seus benefícios, o café com óleo de coco deve ser consumido com moderação e, de preferência, com a orientação de um nutricionista.

Como faço?

– Café

– 1 colher de sopa de óleo de côco

– pitada de canela

misture tudo e já está 💚

Nutricionista Denise Gomes

Post introduzido por Denise Gomes