Dieta: jejum intermitente

Leave a comment

 

image

O jejum intermitente para perda de peso? Sim é uma dieta já muito utilizada. Embora não seja nova,  ganhou algum impulso o ano passado.

O jejum intermitente é um tipo de jejum “programado”. Como o nome sugere, não é constante e duradouro, pelo contrário, normalmente acontece em intervalos de tempos pré-estabelecidos. Ou seja, apresenta períodos de jejum intercalados com períodos onde há ingestão alimentar.

Devido a essas características, diversas são as formas de se planear um jejum intermitente. Pode ser praticado todos os dias, dia sim/dia não, a cada 3 dias, 1 vez por semana etc. Pode durar 12 horas, 16 horas, 24 horas etc.

Em relação à frequência, os protocolos mais comuns envolvem o jejum intermitente diário ou a cada 2 dias (dia sim/dia não). No que diz respeito à quantidade de horas de cada jejum, normalmente não se ultrapassa 24 horas seguidas (1 dia completo).

POSSÍVEIS BENEFÍCIOS:

Muitos investigadores têm  alegado que esta dieta  tem uma infinidade de benefícios para a saúde como melhorias na sensibilidade à insulina , melhorias na homeostase da glicose, aumenta os níveis de energia, aumenta produção da hormona do crescimento (GH), reduzindo a inflamação e diminuição do stress oxidativo, redução dos níveis de triglicerídeos (TG) e pressão arterial , aumenta e protege a função cerebral, aumenta a resistência a doenças relacionadas com a idade, como doenças imunológicas, cancro, doença cardíaca, acidente vascular cerebral, doença ocular, Alzeimer e, também, alegadamente promove a longevidade.

Nota: Mas é importante lembrar muitas dessas reivindicações foram feitas com base em estudos com animais (ratos) e o corpo de um rato e de um humano não funcionam da mesma maneira, e é mais difícil de realizar esses estudos em seres humanos devido a muitos fatores que influenciam. A maioria dos tipos comuns da dieta de jejum intermitente, geralmente, envolve a restrição de calorias 1-3 dias por semana e, em seguida, pode comer  livremente  (pode comer como quiser ou sem restrições).

Claro, é importante considerar tanto os prós e contras de algo tão novo como o jejum intermitente, então vamos passar os contras.

CONTRAS DO JEJUM INTERMITENTE:
1. Interfere com o aspecto social da alimentação.
Comer é muito mais uma atividade social. Quando pensa sobre isso, todas as nossas celebrações, marcos e ocasiões de vida gira em torno de comida e o prazer de comer com as pessoas que se preocupa. Uma vez que este novo estilo de comer é muito diferente dos típicos padrões alimentares diários da maioria das pessoas, pode interferir com os seus hangouts sociais que geralmente envolvem uma mesa cheia de alimentos.

2. Não é para todos !
Se tiver uma condição médica, é melhor evitar este tipo de jejum, pois pode ter o efeito oposto sobre a sua saúde. Por exemplo, aqueles que são diabéticos ou hipoglicemiantes precisam de glicose durante o dia e sem glicose pode ter efeitos perigosos.

3. Há um risco real de deficiências nutricionais.

4. Pode correr o risco de problemas de fertilidade, o jejum intermitente está, possivelmente, ligado a problemas com a menstruação, fertilidade, perturbações do metabolismo e menopausa precoce na mulher. De acordo com estudos realizados em animais, o jejum levou à diminuição no peso corporal, níveis de glicose no sangue e mais chocante, redução do tamanho dos ovários – impactando significativamente a fertilidade. Embora não haja quaisquer estudos sobre os efeitos do jejum intermitente sobre a fertilidade em humanos, estes resultados significativos sugerem que pode haver efeitos semelhantes em mulheres também. Assim, se sua saúde reprodutiva está em jogo, a sua saúde geral também porque como as suas hormonas podem ficar  fora de controle, resultando num declínio em outras funções do corpo.

5. A redução da ingestão de energia muito severa pode levar o corpo a ter de responder a adaptações fisiológicas que podem causar a recuperação do peso depois de perder peso durante o jejum.

6. Pode fazer com que o seu metabolismo fique mais lento porque o seu corpo entra em modo de fome e começa a usar a sua proteína muscular como fonte de combustível. Mesmo num jejum curto de 24 horas pode diminuir a sua taxa de metabolismo basal, com implicações negativas para a saúde a longo prazo.

A minha opinião:

Pessoalmente, não estou convencida com as pesquisas e, acredito que qualquer “dieta” que exija restrição calórica severa  e desconsidere os sinais de fome inatos, não é susceptível de ser sustentada. Mas se  decidir fazer a dieta de jejum intermitente, aconselho a falar com um nutricionista para aconselhamento e supervisão personalizada.

Nutricionista Denise Gomes

 

 

Post introduzido por Denise Gomes

4 boas razões para comer Maca

Leave a comment

maca-root-powder-bio

A maca é um superalimento cheio de nutrientes que eu costumo usar nos smoothies e sumos detox. É rica em nutrientes essenciais ao organismo, que são fonte de energia, melhoram o desempenho físico e mental.

  • A maca tem um elevado teor de vitaminas B1, B2, B6, B12, C e E e minerais, em particular ferro, necessário à produção de células sanguíneas saudáveis capazes de transportar o oxigénio pelo organismo, e cálcio, essencial para o crescimento dos ossos e especialmente importante para as mulheres durante a menopausa, quando a densidade óssea pode diminuir conduzindo à osteoporose.
  • O pó de raíz de maca contém altos níveis de proteína, incluindo sete aminoácidos essenciais (aqueles que o corpo não consegue produzir que tem de adquirir através da alimentação).
  • O pó de raíz de maca 4 alcalóides diferentes que equilibram o sistema endócrino e estabilizam os níveis hormonais. O pó de maca é usado como terapêutica hormonal de substituição para as mulheres e diminui os sintomas associados à menopausa.
  • A maca também contém prostaglandinas – hormonas que medeiam os efeitos fisiológicos – e esteróis vegetais, que podem ser responsáveis pelos efeitos afrodisíacos atribuídos à maca.

Estudos recentes também identificaram isotiocianatos aromáticos biologicamente ativos, que podem contribuir para os potenciais efeitos sobre a fertilidade. A maca dminui a infertilidade, principalmente masculina, aumentando o número de espermatozoides.

Sugestão:

Junte o pó de maca ao seu iogurte, cereais ou sumos de fruta

Dietista Denise Gomes

Post introduzido por Denise Gomes