A banana engorda?

Leave a comment

ims9v00093084

A banana engorda? Todos os alimentos engordam, portanto a resposta é sim! No entanto, a banana costuma ser uma  proibida em muitas dietas por se considerar pesada, devido à sua grande quantidade de hidratos de carbono (aproximadamente 23 g). Mas não tem por que engordar, se a ingerir em quantidades adequadas. Não. O que definirá se engorda ou não, será o consumo diário de calorias da dieta, e não a caloria individual de um alimento.

Na realidade, de acordo com a Tabela da Composição de Alimentos do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, a banana é rica em vitamina B6 e potássio, que são nutrientes importantes para a regulação da contração muscular, do equilíbrio hídrico e para a manutenção do ritmo cardíaco, além de prevenir cãibras.

Além disso, esta fruta fornece muita água (72 g), pelo que ajuda a eliminar líquidos, e só tem 95 calorias por 100 g que é o peso aproximado de uma banana média. Para além disso, tem um elevado poder saciante, proporcionado pela fibra (3 g). Aproveite-a para saciar a fome ao lanche ou a meio da manhã. Deverá, contudo, evitar a sua ingestão depois de uma refeição rica em gorduras. Nesse caso, o seu organismo acumulá-las-ias rapidamente, porque a banana é rica em hidratos de carbono, os macro-nutrientes que são metabolizados mais rapidamente pelo organismo, para lhe fornecer energia. Os restantes macronutrientes ingeridos em simultâneo, como as gorduras, são armazenados sob a forma de gordura corporal.

A banana pode ser consumida em qualquer horário, inclusive à noite, pois o que define a perda ou o ganho de peso é o consumo calórico do dia inteiro, e não o horário de consumo. Pessoas que apresentam insónias devem consumir banana à noite devido ao estímulo da produção de serotonina, substância que melhora o sono e tranquiliza.

Dietista Denise Gomes

Post introduzido por Denise Gomes

Exemplos de lanches saudáveis

Leave a comment

tt1600989

Exemplos lanches saudáveis:

1) Iogurte natural + fruta + 1 colher de chá de chia
2) 200ml leite magro + sandes de pão integral com um ingrediente (queijo magro, fiambre magro, queijo fresco)
3) Tostas integrais + queijinho flamengo light
4) Gelatina sem açúcar + 1 peça de fruta
5) Rolinhos de fiambre de aves + queijo flamengo magro + alface
6) Claras cozidas + vegetais crus (cenoura, pepino, aipo)
7) Muesli de cereais integrais + iogurte + 1 fruta
8 ) 30g de frutos secos + 1 chá quente/ frio
9) Iogurte + fruta + 1 bolacha cem porcento integral
10) Mousse de frutos + bolacha integral cem porcento

Os lanches não têm de ser monótonos e sem sabor 🙂

Dietista Denise Gomes

Post introduzido por Denise Gomes

E quem quer engordar?

Leave a comment

fan1001697

É incrível, mas existem muitas pessoas que fazem de tudo para engordar e não conseguem! sofrem tanto como os que querem perder peso.

O que esta minoria tem de especial para ser diferente da maior parte da população? A explicação para tudo isso é o famoso metabolismo!  Metabolismo é o  gasto energético em repouso, ou seja, quando acordamos e só mal abrimos os olhos? Nesse momento o coração está a bater,  todos os órgãos estão a funcionar (esperamos nós). Para isso existe um gasto energético e esse é o nosso metabolismo. Uns mais lentos, outros mais rápidos…já nascemos com ele, mas conseguimos sim modificá-lo!

Mas hoje eu escrevo especialmente para quem quer ganhar peso.

O nosso peso é o resultado do que comemos e gastamos. Se essas pessoas gastam mais energia é óbvio que elas precisam consumir mais, mas será que é batata frita, enchidos, doces? É claro que não! Não é porque são magros que não irão desenvolver uma doenças crónicas como hipercolesterolemia  ou mesmo hipertensão e diabetes. Mesmo para quem quer engordar tem de entender e adotar o conceito  de alimentação saudável. A diferença é que  vão comer mais vezes ao dia e muitas vezes o consumo de suplementos alimentares irão ajudá-los. Só é possível saber qual suplemento alimentar é mais indicado passando em consulta com um profissional dietista ou nutricionista. Cada um é um indivíduo diferente e não dá para generalizar um suplemento ou um plano alimentar para todos. Cada pessoa tem um ritmo de vida diferente o que faz cada pessoa ter uma necessidade energética e nutricional diferente da outra.

Dicas que irão ajudá-los a escolher melhor o consumo de alimentos energéticos e saudáveis:

– O abacate é uma excelente opção! possui uma gordura maravilhosa e fibras solúveis que o vão ajudar no aumento energético e ainda regularizará o trânsito intestinal, possui prebióticos, inibe a oxidação do mau colesterol e aumenta o colesterol bom.

– Coma os alimentos integrais como aveia, granola, biscoitos integrais, pães integrais mais vezes ao dia.

– Coma porções de oleaginosas como nozes, castanhas, amêndoas, macadâmia.

– Coloque azeite no prato de comida para aumentar o valor energético (com moderação).

– Não se pode esquecer dos vegetais e frutas devidos nutrientes importantes necessários para o bom funcionamento do organismo.

– A musculação ajudará muito no ganho de músculos (massa magra). Mas para ter uma resposta positiva precisa de uma alimentação adequada em nutrientes, proteínas e hidratos de carbono (veja também este post)

– Coma alguns hidratos de carbono uns 30 a 60 min antes de dormir, como uma banana amassada com aveia, cacau em pó e mel. Não pode ser nada muito pesado para não atrapalhar o sono.

– Não se esqueça da hidratação.

– Fracione as refeições (6 a 8 refeições por dia).

Fácil não é, mas não escolha o caminho mais fácil de só comer alimentos altamente calóricos e sem valor nutricional porque deste modo irá aumentar a gordura visceral (na zona da barriga), celulite e ficara mais propenso a desenvolver doenças crónicas. Invista em saúde!

Dietista Denise Gomes

Post introduzido por Denise Gomes