7 alimentos que não faltam na minha dieta

7 alimentos que não faltam na dieta: 

Quem já tentou emagrecer com saúde sem contar com a orientação de profissionais sabe que o processo, além de mais de difícil, raramente se mantém. O papel de um nutricionista na hora de elaborar um plano alimentar é fundamental para evitar comprometer o bom funcionamento do corpo e o efeito iô-iô.

Conhecer o que eu e muitos nutricionistas colocam no prato é uma boa maneira de se guiar e observar quais tipos de nutrientes são importantes para a dieta.

Abacate: rico em gorduras boas, o alimento é poderosa fonte de antioxidantes e pode ser consumido com batidos, na salada ou no preparação de guacamole.

Óleo de coco: excelente fonte de gordura boa, o alimento ainda é rico em ácido caprílico e láurico, substâncias que aumentam a imunidade, e pode ser opção para garantir energia antes do treino, já que possui absorção quase que imediata.

Quinoa: proteína vegetal rica em aminoácidos essenciais, o alimento ainda é fonte de fibras e triptofano, que promove aumento da serotonina, neurotransmissor responsável pelo bem-estar. Pode ser incluído como acompanhamento no segundo prato ou em confecções culinárias como na preparação de hambúrguer. Aqui, no blogue encontra imensas receitas com este superalimento.

Hortícolas: boas fontes de vitaminas, minerais e antioxidantes, são naturalmente pouco calóricos e, portanto, podem ser consumidos em abundância. Procure variar nas cores.

Azeite: rico em óleos monoinsaturados, o alimento traz saciedade e sabor para qualquer prato e, cru, pode ser incluído em todas as refeições.

Ovo: rico em colina, uma substância excelente para a saúde cerebral, o alimento possui boa concentração de nutrientes e é uma boa fonte de proteína.

Aveia: Sendo um dos hidratos de carbono complexos mais interessantes do ponto de vista nutricional, é um ótimo alimento a incluir ao pequeno-almoço e em refeições intermédias.

Contém ainda um alto teor de fibra, o que faz com que este cereal tenha uma ação reguladora do trânsito intestinal, evitando a prisão de ventre, enquanto impede a proliferação de células cancerígenas no cólon. Ainda ajuda a baixar os níveis de colesterol, ao mesmo tempo que reduz a pressão arterial.

Nutricionista Denise Gomes

Post introduzido por Denise Gomes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *