A minha rotina de suplementos (atualizada)

Leave a comment

 

A minha rotina suplementação mudou e como vocês têm sempre muita curiosidade sobre este assunto resolvi partilhar convosco.

Porque mudou?

Em primeiro lugar,  eu acho que é pertinente mudar os produtos ocasionalmente para não causar habituação e consequentemente deixar de fazer o efeito pretendido. E depois porque vão me dando a conhecer novos produtos e marcas e eu gosto de experimentar para vos poder dar o meu feedback.

Porque tomo suplementos?

Há suplementos que acho importante tomar porque com a correria do dia-a-dia nem sempre conseguimos cumprir com o valor diário recomendado de todos os nutrientes.

 

A minha rotina:

  • Multi-vitaminico, um comprimido por dia fornece as vitaminas e os minerias em quantidades adequadas para complementar a alimentação diária.
  • BioActivo Vitamina D, este suplemento só faço no inverno porque há menos sol. Como habitualmente a minha dieta é baixa em gordura, este suplemento vem reforçar o aporte de vitamina D para assegurar uma elevada absorção do cálcio  e é indicado para ossos, dentes e músculos.
  • BioActivo Selénio+Zinco, este suplemento contém levedura de selénio orgânico (SelenoPrecise), zinco e vitaminas C, E e B6, o selénio e o zinco apoiam o funcionamento normal do sistema imunitário; A vitamina E contribui para a protecção das células contra o stress oxidativo; A vitamina C apoia o funcionamento normal do sistema imunitário e para a protecção das células contra o oxidações indesejáveis. Ambas as vitaminas são excelentes antioxidantes. A vitamina B6 contribui para uma função psicológica normal. Este suplemento para além de apoiar o sistema imunitário, também é excelente para manter o cabelo, as unhas e a pele bonitas e fortes.

Para além destes suplementos faço umas infusões manipuladas, isto é personalizadas para mim, de acordo com o meu objetivo (podem saber mais aqui).

Atenção que este post é sobre o que eu preciso, de acordo com a minha idade, sexo, estatura e objetivo. Não quer dizer que sejam as suas necessidades, se precisar de algum suplemento fale com um nutricionista.

Post introduzido por Denise Gomes

Os perigos (muito sérios) da obesidade

Leave a comment

 

A obesidade já tem sido chamada de epidemia do século.

Metade das causas de doença e de morte em Portugal têm relação direta com a alimentação, segundo a Direção-geral da Saúde, que aponta o consumo excessivo de sal e de açúcar como fatores de risco para várias doenças.

Há uma preocupação crescente  em combater a obesidade, pois prejudica não apenas o corpo físico, mas o estado interior de uma pessoa como a baixa autoestima. Quem possui muita gordura corporal sente certo um constrangimento ao olhar no espelho e isso pode levar a quadros de angústia e depressão.

Em muitos casos, o indivíduo deprimido precisa ingerir medicamentos antidepressivos para tratar desse problema. O que na verdade tudo o que este indivíduo precisava era de reeducação alimentar.

Assim, os riscos aumentam, por isso é importante alertar as pessoas obesas sobre a gravidade desse estado.

Problemas de saúde que podemos associar à obesidade:

  • Físicos: diabetes mellitus, dislipidemias, HTA, problemas respiratórios, cardiovasculares, osteoarticulares, digestivos;
  • Psíquicos: perda da autoestima, depressão, ansiedade, alterações do comportamento alimentar;
  • Sociais: isolamento social, discriminação laboral;
  • Económicos: em Portugal, segundo a Associação Portuguesa de Economia da Saúde, o custo directo da obesidade, em 1996, foi de 46.2 milhões de contos o que corresponde a 3.5% das despesas totais com a saúde. Em 1999 rondou os 90 milhões de contos.

As pessoas obesas podem ter sintomas nas condições clínicas acima mencionadas.

A pressão arterial elevada, níveis elevados de colesterol, problemas respiratórios e dores nas articulações (nos joelhos ou parte inferior das costas) são bastante comuns.

Quanto mais a pessoa vai se tornando obesa, mais provavelmente sofrerá de um desses problemas de saúde.

Não se deixe ficar no fundo do poço, consultem um profissional de saúde adequado e agarre a corda da vida.

Se a sua vida não tem graça sem comida pouco saudável, então deve rever as suas prioridades e encontrar a graça de viver nos momentos com a sua família, amigos, viagens, etc.

Nutricionista Denise Gomes

Post introduzido por Denise Gomes

Marmitar

Leave a comment

Cada vez mais torna-se um hábito entre os Portugueses o uso de lancheiras. São opções práticas, que podem ser económicas e permitem opções variadas e saudáveis.
Optar por levar o almoço ou o lanche de casa permite uma melhor gestão do tempo, uma maior flexibilidade de horários para fazer as refeições, mas também fomenta hábitos de vida saudável com quem nos rodeia. É bom ser um exemplo a seguir 😉
Pode e deve adaptar a sua lancheira às condições que o seu local de trabalho dispõe para fazer as refeições. O ideal será ter onde aquecer e refrigerar os alimentos, não obstante, se não tiver, não desanime. Hoje em dia existem lancheiras com compartimentos para auxiliar no processo de refrigeração e termos para manter os alimentos quentes.

Cuidados:
Independentemente da opção que possa escolher, torna-se importante uma adequada lavagem dos recipientes e utensílios, de forma a evitar o desenvolvimento de maus odores e microrganismos. Deve ainda separar os alimentos quentes dos alimentos frios, bem como de guardar molhos para salada separados, para adicionar apenas na altura de consumir.

Sugestões para lanches e almoços:

Para almoço:
100g de massa farfalle com 1 lata de atum escorrido, com 20g de espinafres cozidos, polvilhado com queijo ralado e orégãos
Sobremesa: 1 dióspiro

Ou
½ chávena almoçadeira de batata doce cozida com ½ chávena de brócolos cozidos e 2 ovos cozidos
Sobremesa: 1 maçã assada com canela em pó

Para lanche:
1 iogurte sólido de aromas com 3 bolachas Maria

Ou
1 pão de cereais com manteiga de amendoim e 1 infusão de lúcia-lima.

Post introduzido por Denise Gomes

Alimentos termogénicos

Leave a comment

Os alimentos termogénicos são ótimos aliados na perda de peso porque para além de deliciosos e versáteis, também são conhecidos como queimadores de gordura. Estes elevam a temperatura corporal e aceleram o metabolismo aumentando o gasto energético em torno de 10%. A sua ação transforma em energia as calorias vindas da alimentação. Pode ver estes efeitos potencializados principalmente quando consumidos dentro de uma rotina de vida saudável, com alimentação balanceada e prática frequente de atividade física.

Alimentos/ substâncias termogénicos:

  • chá verde
  • canela
  • gengibre
  • Chá de hibisco
  • óleo de côco

Bebida caseira termogénica:

– 200 ml de chá verde

– 2 rodelas de gengibre

– 1 pitada de canela

– 2 pedras de gelo

Bater todos os ingredientes no liquidificador e consuma.

 

Nota ⚠️⚠️

Alguns alimentos não são indicados para quem tem qualquer alergia ou restrição alimentar como, por exemplo, a pimenta e a canela. Outros alimentos como chá verde, cafeína, etc, não são indicados para gestantes, hipertensos e pessoas com distúrbios do sono. É o caso também das bebidas termogénicas que combinam várias substâncias para atuarem na disposição e oxidação das gorduras. A orientação é não exagerar no consumo diário e sempre consultar o nutricionista.

Nutricionista Denise Gomes

Post introduzido por Denise Gomes