Cuidado com as dietas milagrosas

Leave a comment

É impossível perder saudavelmente em poucas semanas os quilos acumulados durante meses ou anos. As dietas que levam a essa perda fazem recomendações nutricionais sem fundamento científico e com efeitos prejudiciais para a saúde: alterações metabólicas, défice de vitaminas e minerais. E ao abandoná-las desencadeia-se um efeito iô-iô: volta a ganhar mais peso do que o perdido. Existem três grupos de falsas dietas milagrosas:

  • Hipocalóricas: reduzem as calorias à custa de um desequilíbrio nutricional. Recomendam a ingestão de um alimento descartando outros imprescindíveis.
  • Excluentes: excluem certos nutrientes por, supostamente, engordarem mais. Aqui encontram-se as que propõem a ingestão excessiva de proteínas e poucos hidratos de carbono.
  • Dissociativas: separam os alimentos segundo a sua combinação supostamente desadequada. A mais famosa proíbe ingerir proteínas e hidratos de carbono simultaneamente.

Procure um nutricionista, ganhe força de vontade e acabe com dietas loucas. Aprenda a comer de forma saudável e perca peso ganhando saúde.

Nutricionista Denise Gomes

Post introduzido por Denise Gomes

6 lanches para quem quer emagrecer

Leave a comment

Fazer lanches a meio da manhã e da tarde é essencial para quem quer perder peso. Esse hábito mantém o metabolismo equilibrado e controla o apetite até a próxima refeição. Mas, para manter-se bem nutrido é essencial que o petisco não seja rico em calorias, sódio e gordura saturada ou trans.

O ideal é compor essa refeição com uma fonte de hidratos de carbono, de preferência complexos (como  os pães integrais e a aveia ), uma proteína (presente no queijo, no peito de peru e nos iogurtes, por exemplo) e gorduras boas (encontrada nas sementes oleaginosas). Esses alimentos têm bom valor nutricional e evitam os picos glicêmicos, que atrapalham o emagrecimento.

Opções:

  • wrap de milho com ricota (1 tortilha) + 1 infusão de ervas (sem açúcar)
  • 2 bolachas de água e sal tipo Marinheiras com cottage + 1 infusão de ervas (sem açúcar)
  • 1 iogurte com gelatina diet
  • 14 amêndoas
  • Palitos de cenoura com húmus
  • Gelatin 0%
  • Overnight

Nutricionista Denise Gomes

Post introduzido por Denise Gomes

A minha experiência com…café verde

Leave a comment

Decidi fazer uma nova tag aqui no blog, será denominada por: A minha experiência com…

Recebo e compro  produtos para testar, então com esta tag pretendo analisar  determinado produto ou até mesmo experiência, descrevendo e enumerando aspetos considerados relevantes e partilhar convosco para vos auxiliar na hora de comprar.

Hoje venho  falar sobre o Café Verde da Enetural. Primeiramente, quero vos enquadrar sobre o que é o café verde e os seus benefícios (para quem ainda não sabe).

Segundo alguns estudos,  indicam que o café verde tem um ótimo efeito termogénico, sendo um aliado para quem pratica de atividade física e um coadjuvante nos programas de queima de gordura e ganho de massa muscular.

Outro benefício atribuído ao café verde é a quantidade de antioxidantes, mas tanto o café verde quanto o grão torrado contém 0,06% a 0,32% de caféina, teobromina, teofilina, taninos e flavonóides, e de 5% a 10% de ácido clorogênico e em média 15% de proteína, sendo os aminoácidos mais encontrados o ácido glutâmico, ácido aspártico e leucina.

As substâncias mais estudadas são a cafeína e o ácido clorogénico. A cafeína, além de atuar como um termogénico natural, melhorando o metabolismo e favorecendo a perda de peso, também atua inibindo as adenosinas, que são as substâncias responsáveis por induzir o sono e, assim, promover um maior estado de alerta. Além disso, promove a oxidação de gorduras corporais e facilita a sua eliminação.

Já o ácido clorogênico, presente no café verde em concetração duas vezes maior do que a encontrada no café torrado, diminui a absorção de glicose a nível intestinal e participa no metabolismo dos açúcares inibindo a enzima glicose-6-fosfatase, que é responsável pela libertação de açúcares do fígado para a corrente sanguínea. Essa inibição mantém os níveis baixos de glicose e diminui a acumulação de gordura, já que o açúcar em excesso é transformado em gordura.

O potencial antioxidante do café verde fez com que as pesquisas em torno de produtos cosméticos utilizando seus principios ativos fossem intensificadas. Isso por que a ação antioxidante do ácido clorogénico atua no combate aos radicais livres, os vilões do envelhecimento, e protege contra os raios UV.

Eu estou a usar o café verde faz hoje sete dias, por isso é demasiado cedo para grandes conclusões, no entanto, queria descrever a minha experiência ao longo do tratamento.

Ao tomar duas vez por dia (conforme recomendado), reparei que o meu metabolismo está mais rápido (sem dúvida) , por isso a sua ação termogénica: CONFERE. Em relação à promoção um maior estado de alerta: CONFERE, sinto-me com mais energia, principalmente nos dias de muito trabalho e ainda ginásio.

Relativamente ao beneficio de queimar gordura e ganhar massa muscular, ainda é muito precoce opinar sobre isso porque só passaram sete dias. Vou continuar o tratamento e dou-vos feedback. Eu tenho uma balança de bioimpedância por isso será fácil comprovar (ou não) este beneficio.

É importante salientar que sigo este tratamento enquadrado numa alimentação saudável e pratico atividade física.

Podem saber mais sobre este tipo de produtos  aqui: http://www.enetural.com/pt/emagrecimento/cla-naturalia-exclusivo-enetural_7703prd/

Os estudos e aplicações do café verde ainda são recentes, por isso é necessário cautela ao utilizar. Procure seu nutricionista. Trata-se  de um produto com contra-indicação para pessoas hipertensão, com tendência ao nervosismo.

Nutricionista Denise Gomes

 

Post introduzido por Denise Gomes

” Crème brûlée” Fit

Leave a comment

IMG_5009

Uma receita já a pensar naquele jantar romântico que vai preparar em casa para o dia dos namorados ou então só porque esta receita é deliciosa e saudável. Qualquer motivo é bom 😊

CRÈME BRÛLÉE PROTEICO
Tempo de preparação: 5 minutos
Hora de cozinhar: 10 minutos
Tempo total: 15 minutos
Porções: 4
Ingredientes
1 chávena de aveia  (sem glúten se necessário)
3 chávena de água
1 pitada de sal
1 pau de canela
1 vagem de baunilha divididos e raspados
2 chávenas  de clara de ovo
Xarope de Acer a gosto
Cobertura
8 colheres de chá de açúcar mascavado (opcional)
Instruções
Numa panela pequena, combine a aveia com a água, sal, canela e as sementes de baunilha. Leve a mistura a ferver em lume médio-alto, de seguida, reduza o calor para médio. Mexa, ocasionalmente até que a aveia tenha absorvido quase toda a água, (mas devem estar ainda muito húmidos e grossos –  deixe mais cerca de 3-5 minutos).

Numa tigela, bata as claras de ovos até  estarem duras, a seguir adicionam-se com a aveia. Cozinhe, mexendo sempre até que a mistura fique cremosa e e fofa (cerca de 3 minutos).
Remova o pau de canela e adicione e xarope de Acer, a gosto.
Divida em quatro taças e polvilhe com cerca 2  colheres de chá de açúcar mascavado e com o auxílio de um maçarico caramelize o açúcar rapidamente para que não aqueça o creme. Não exagere, senão ficará amargo.

Post introduzido por Denise Gomes