Vencedores do passatempo REDUZIR O APETITE POR DOCES

Leave a comment

Muitos Parabéns às 3 vencedoras do Giveaway Reduzir o apetite por doces:

Sandra Ramos

Ana Magalhães

Carla Valadas

Cada uma receberá em sua casa uma caixa do suplemento de BioActivo Crómio da  Pharma Nord

As vencedoras devem mandar o seu nome e morada completa para o seguinte e-mail: nutrimais.denise@gmail.com

Obrigado pela vossa participação 💚

Nutricionista Denise Gomes

Post introduzido por Denise Gomes

Como descobrir a quantidade de açúcar nos alimentos

Leave a comment

Quem tem tempo para preparar o seu alimento todos os dias, ir ao mercado procurar hortícolas frescos e comparar os rótulos de tudo o que compra no supermercado? Se a resposta for não, saiba que faz parte de um grupo grande de pessoas que possuem dificuldades em manter uma dieta saudável – que começa na identificação da quantidade de açúcar nos alimentos.

Quantidade de açúcar – alerta 🚨

O açúcar (hidratos de carbono) é um dos nutrientes essenciais para o organismo e sem ele as células do nosso corpo não funcionam. No entanto, o seu consumo excessivo pode aumentar o risco de várias patologias, incluindo a saúde dental, a obesidade e o tipo 2 da diabetes. Por essas razões, torna-se fundamental conhecer a quantidade de açúcar nos alimentos que consumimos.

4 dicas para descobrir a quantidade de açúcar nos alimentos

1. Verifique a quantidade de açúcares totais

Para descobrir a quantidade de açúcar nos alimentos, é preciso verificar as informações nutricionais que estão nos rótulos dos alimentares. Em “açúcares”, podem estar descritos açúcares naturais (como a lactose e a frutose) como o açúcar refinado (sacarose).

A OMS lançou um alerta sobre os riscos do consumo excessivo de açúcar. As recomendações indicam que o consumo de açúcares simples adicionados à nossa alimentação deve estar abaixo dos 10 % da energia consumida diariamente. De preferência aproximar-se dos 5%.

Ou seja, o total diário de açúcar adicionado aos alimentos (em croissants, sumos, sobremesas, cereais de pequeno-almoço, etc.) não deveria ultrapassar as 6 colheres de chá de açúcar.

Por isso, verifique se a quantidade de açúcar contida no alimento fique bem abaixo deste número.

Tenha em mente que um pacote de açúcar tem 7g, se um iogurte tiver 14g de açúcar contém 2 pacotes de açúcar. Para um iogurte com 125g é bastante.

2. Fique de olho na lista de ingredientes

No rótulo dos alimentos, a lista de ingredientes aparece em ordem decrescente, ou seja, quanto antes vier o açúcar nessa lista, maior a sua concentração no alimento.

Tenha um cuidado especial na procura dessa informação, já que o açúcar pode aparecer com outros nomes, como açúcar mascavado, mel, xarope, melado, glicose, dextrose, maltose e concentrados de frutas.

3. Cálculo rápido dos açúcares 

Uma boa maneira de verificar se o alimento é rico em açúcar ou  é se concentrar no item “dos quais açúcares” o seguinte:
De forma geral, se há mais de 15 gramas de açúcar por 100 gramas, é considerado um produto com alto teor de açúcar.
Se for 5 gramas por cada 100 gramas, é um produto com baixo teor de açúcar.

4. Compare produtos

Ficou na dúvida se aquele alimento tem muito açúcar ou não? Outra forma de descobrir a quantidade de açúcar nos alimentos é comparar com outro produto similar ao que você pretende consumir.

Tenha em mente que mesmo que algumas marcas sejam mais famosas, nem sempre são a melhor para a sua saúde.

Exemplos de valores recomendados
Para sua orientação, eis os valores de gordura, de açúcar e de sal recomendados por 100g de alimento relativamente a alguns produtos:

Iogurtes magros devem ter menos de 0,5 g de gordura, enquanto os iogurtes sem açúcar adicionado devem conter 5/6 g de hidratos de carbono (HC);
Os cereais de pequeno-almoço devem ter menos de 17 g de açúcares e mais de 13 g de fibra;
As bolachas ou tostas devem ter menos de 13 g e no máximo 15 g de gorduras. A quantidade de açúcares deve ser inferior a 5 g.
Em termos de sal ou sódio: assegure que tem menos de 0,6 g de sal ou menos de 0,3 de sódio (300 g). As fibras devem estar nos valores acima de 5 a 6 gramas.

Post introduzido por Denise Gomes

10 dicas para voltar à rotina saudável

Leave a comment

Era uma vez… uma pessoa determinada a mudar o seu estilo de vida, que se inscreveu no ginásio e passou a comer saladas todos dias. Até que uma tragédia aconteceu. Uma tragédia chamada “Férias de verão ”.  Veio então as festas, as bolas de Berlim um happy hour aqui é um jantar ali…já se identificou?
Se está a ler esse post, é porque obviamente andou a exagerar um bocadinho nesta época. Mas nada melhor do que uma segunda-feira e 10 dicas simples para começar a entrar nos trilhos novamente!

1. DESLIGUE O MODO”estou de férias, não quero saber”

Este fenómeno acontece quando nos deparamos com os resultados das nossas indulgências e pensamos: Quero lá saber! E é nesse momento que uma colherada de Nutella se transforma num ataque violento ao pote inteiro.

Mas férias já lá vão por isso desligue esse modo.
Uma dica é: pra cada asneira, precisa de comer duas refeições saudáveis. Está lançado o desafio!

2. REGULE SEU SONO!

Ferias é época de não ter rotinas, fazer festas com os amigos e adormecer tarde, e claro, acordar tarde. Antes de mais nada, comece a regular o seu sono procure deitar-se sempre no mesmo horário. Dormir bem é essencial para a nossa saúde como um todo.


3. MEXA-SE!

Até mesmo 10 minutos de exercício é melhor do que nada. Se parou completamente com sua rotina, não perca mais tempo e volte hoje. Dê uma caminhada, salte corda, vá à piscina…Qualquer coisa pra que a endorfina volte a circular novamente.

4. APRENDA ALGO NOVO!

Às vezes simplesmente algo como a ler um artigo sobre nutrição, fitness ou de saúde pode mudar a sua mentalidade e te levar de volta aos trilhos.


5. ORGANIZE O FRIGORÍFICO!

As férias costumam deixar um rasto de comidas que habitualmente não fazem parte da nossa dieta no nosso frigorífico e despensa. Embora possa parecer loucura comprar mais comida, mas um frigorífico cheio de comida que “não presta” é – literalmente – um pedaço de mau caminho. É claro que  não se deve colocar lixo as coisas que estão boas, mas será que aquela fatia de gelado vai realmente valer a pena? Abra espaço e vá as compras!! Mas antes dê uma olhadinha no post de como ler os rótulos, clicando aqui!

6. COMA MAIS FRUTAS E MENOS DOCES!

Aproveite que o verão traz centenas de opções maravilhosas! A recomendação é que a gente coma PELO MENOS 3 porções de frutas diferentes por dia. Por isso se lhe apetece algo doce e fresquinho coma uma peça de fruta (de preferência com casca) Isso pode ser difícil no começo ou até impossível para o estilo de vida de algumas pessoas, mas se você começar a comer pelo menos uma fruta por dia, já é ótimo 😉

7. BEBA ÁGUA!

Beber água é fundamental para manter uma boa saúde. Deve beber, pelo menos, 1,5 L por dia mas varia de pessoa para pessoa.
Porquê essa quantidade de água? Grosseiramente explicando, funciona assim: o corpo vai usar cerca de 1 litro de água para o transporte de nutrientes através do sangue. Os orgãos vão usar o restante para desempenhar suas funções e se manterem lubrificados. Já os rins e o intestino ainda vão utilizar parte dessa água para eliminar resíduos inúteis para o organismo. Ahh… Quer cabelo e unhas bonitas? Então beba mais alguns copinhos!
Tente manter a meta de beber 8 copos por dia, porque  vai sentir a diferença.

8. FIQUE ATENTO ÀS PORÇÕES!

Controlar as porções é uma das maneiras mais eficazes de poder comer de tudo sem parecer um pesadelo

9. COMECE O DIA BEM!

O pequeno-almoço é a refeição mais importante, prepara-nos para o resto do dia, portanto comece com o pé direito: retome a rotina do pequeno-almoço saudável, assim, a probabilidade de se manter focado em  fazer escolhas saudáveis ao longo do dia, são muito maiores quando começa a manhã saudável.

10. E por último, mas não menos importante: NÃO TENTE EMAGRECER DO DIA PRA NOITE!

Até porque sabemos que milagres não existem. Perder peso é todo um processo que exigir tempo e rotinas saudáveis. Se  espera a perfeição (e muitos de nós esperamos), está no caminho para a decepção e culpa. Volte aos poucos, sem pressa, mas de forma consistente mesmo que seja devagar.

Nutricionista Denise Gomes

Post introduzido por Denise Gomes

Bolo de iogurte com cobertura de chocolate

Leave a comment

O bolinho mais requisitado da Nutri 💚

MASSA PARA O BOLO
200g de farinha com fermento
180g de açúcar
1 colher de chá cheia de fermento
1 iogurte de aromas magro
1/2 copo de iogurte de azeite
3 ovos inteiros

Juntar tudo (não é preciso bater as claras), num recipiente e bater bem. Untar uma forma com manteiga e polvilhar com farinha. Levar ao forno previamente aquecido em lume médio ou 180ºC cerca de 30/40 minutos. Para verificar se está bem cozido, confirmar com um palito.

COBERTURA

1 pacote de natas de espelta (ou outra a gosto)

1/2 tablete de chocolate negro (100g)

Leve ao lume (brando) o chocolate com as natas. Quando o chocolate tiver derretido e a borbulhar levemente está pronto. Cubra o bolo quando este tiver arrefecido um pouco.

Dicas
Pode usar-se iogurte natural/com sabores/pedaços

Nota: podem adicionar 30g de cacau em pó à massa para um bolo de chocolate 💚

 

Post introduzido por Denise Gomes